Contabilidade e Matemática para Negócios e Concursos

terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

Questão 47 - Exame de Suficiência CFC 2018.1 - Objetivos do Planejamento da Perícia


De acordo com a NBC TP 01 – Perícia Contábil, o planejamento da perícia é a etapa do trabalho pericial que antecede diligências, pesquisas, cálculos e respostas aos quesitos, na qual o perito do juízo estabelece a metodologia dos procedimentos periciais a serem aplicados, elaborando-o a partir do conhecimento do objeto da perícia. Em relação aos objetivos do planejamento da perícia, assinale uma alternativa INCORRETA.

A) Definir a natureza, a oportunidade e a extensão dos procedimentos a serem aplicados, em consonância com o objeto da perícia.

B) Estabelecer como ocorrerá a divisão das tarefas entre os membros da equipe de trabalho, sempre que o perito necessitar de auxiliares.

C) Conhecer o objeto e a finalidade da perícia, a fim de permitir a adoção de procedimentos que conduzam à revelação da verdade, a qual subsidiará o juízo, o árbitro ou o interessado a tomar a decisão a respeito da lide.

D) Identificar e avaliar riscos de distorções relevantes que possam comprometer o andamento normal dos trabalhos de forma a não comprometer a emissão de opinião sobre as demonstrações contábeis e/ou laudo pericial.

Solução:

Os OBJETIVOS DO PLANEJAMENTO DA PERÍCIA se encontram no item 34 da NBC TP 01 – Perícia Contábil.

Devemos entender que quando se fala em planejamento, seja lá para qual fim se destina, esse deve sempre vir na fase inicial. Então, qualquer alternativa que viesse trazendo indício de ações retratando algo parecido com trabalho de perícia propriamente dito, esta alternativa já deveria ser eliminada, pois não estaria relacionada com planejamento e sim, com trabalhos de perícia..

Percebemos que nas alternativas A), B) e C) trazem situações que devem ser observadas ainda numa fase inicial (Planejamento), como, por exemplo, definir algo ou escolher procedimentos que estejam alinhados com o objeto de perícia; decidir entre os membros a divisão das tarefas que se sabe que virão; conhecer o objeto e a finalidade, etc., não se pode fazer em outra fase que não seja no inicio, sob pena de se perder complementarmente, porque teria iniciado um trabalho complexo sem estabelecer um "MAPA".

Já na alternativa D), identificar e avaliar riscos de distorções com consequente emissão de opinião não dizem respeito ao trabalho de Perícia e sim, de Auditoria.

Alternativa D) é a INCORRETA.

0 comentários:

Postar um comentário