Contabilidade e Matemática para Negócios e Concursos

segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

Questão 42 - Exame de Suficiência CFC 2018.1 - Valor contábil

Em 02/04/2014, uma empresa adquiriu um computador para ser utilizado por sua secretária por R$ 8.000. Na data, a empresa pagou R$ 100,00 de frete, R$ 300,00 para instalação dos programas necessários ao funcionamento do computador e R$ 200,00 para contratar um antivírus anual. Além disso, o computador veio com garantia de um ano e a empresa adquiriu garantia estendida por mais um ano, por R$ 100,00. A vida útil econômica do computador no momento da compra era de oito anos. No entanto, a empresa esperava utilizá-lo por cinco anos e depois doá-lo. Em 31/12/2016, a administração da empresa realizou o teste de recuperabilidade de seu computador. Nesta avaliação, ela constatou que o valor presente dos fluxos de caixa futuros esperados pelo uso do computador era de R$ 2.970. Já o valor líquido de venda na data era de R$ 3.240,00.

Assinale a alternativa que indica o valor contábil do computador em 31/12/2017 com base nas informações anteriores e de acordo com a NBC TG 27 (R4) – Ativo Imobilizado e a NBCTG 01 (R4) – Redução ao Valor Recuperável de Ativos

A) R$ 1.620,00.
B) R$ 1.800,00.
C) R$ 2.100,00.
D) R$ 3.240,00.

Solução

O primeiro passo é identificar o valor contábil a ser registrado em 02/04/2014.

Computador...........................8.000
Frete.........................................100
Instalação dos programas.........300
Total.......................................8.400

O frete é indispensável para poder transportar o computador até o local. Também são indispensáveis os programas necessários ao seu funcionamento. Já o antivírus e o seguro foram contratados por decisão do adquirente, mas não foram necessários para que o computador ficasse em condição de uso, e por isso não integram o custo.

O segundo passo é identificar o correto tempo de vida útil, pois, embora diga-se que era de oito, mas a empresa decidiu que uará por 5 anos e depois vai doar. Dessa forma, a vida útil para efeito de depreciação por essa empresa é de 5 anos.

Como a questão não fala sobre valor residual, o valor depreciável será mesmo os R$ 8.400, e deve ser depreciado até 31/12/2016, quando haverá o teste de recuperabilidade.

DEPRECIAÇÃO DE 02/04/2014 ATÉ 31/12/2016

Vida útil de 5 anos = 60 meses
8.400 / 60 = 140 por mês

DE 02/04/2014 ATÉ 31/12/2016 são 33 meses.

Depreciação = 140 * 33 = 4.620

Valor Contábil em 31/12/2016
8.400 - 4.620 = 3.780 (valor Contábil)

TESTE DE RECUPERABILIDADE EM 31/12/2016
Para o teste de recuperabilidade, conforme a questão, deve-se primeiramente pegar o valor em uso trazido na questão e comparar com o valor líquido de venda, devendo ficar com o maior.

Valor em uso........................2.970
Valor líquido de venda.........3.240

Entre esses dois devemos ficar com o maior, ou seja, os R$ 3.240.

Em seguida, comparar os R$ 3.240 com o valor contábil em 31/12/2016 (data do teste de recuperabilidade), devendo registrar em seguida, o menor entre os dois.

Valor Contábil......................3.780
Valor líquido de venda.........3.240

Dessa forma, ao invés de na data de 31/12/2016 registrar o valor contábil, vamos registrar o valor verificado no teste de recuperabilidade, que é o menor entre os dois, ou seja, R$ 3.240.

Isso, em 31/12/2016. Porem, a questão pede que seja apontado qual o valor em  31/12/2017.

Dessa forma se faz necessário que continue a depreciar, da data de 31/12/2016 até 31/12/2017, ou seja, por mais 12 meses.

Valor Depreciável = R$ 3.240.
Tempo de depreciação = 12 meses
Tempo que falta de vida útil = 27 meses (Como se passaram 33 meses, faltam 27 meses para 60 meses.)

Cota de depreciação mensal
3.240 / 27 =  120

Depreciação
120 * 12 = 1.440

Valor contábil em 31/12/2017
3.240 - 1.440 = 1.800

Alternativa B)
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Postagens populares