Contabilidade e Matemática para Negócios e Concursos

terça-feira, 1 de janeiro de 2019

Questão 35 - Exame de Suficiência CFC 2018.1 - Desconto de Duplicatas

Em 04/04/2018, os clientes A e B compareceram à empresa Alfa e efetuaram compras de mercadorias. Essas compras foram realizadas da seguinte forma:

Cliente A: o valor à vista de suas compras ficaria em R$ 3.000,00, mas ele optou em pagar uma entrada de R$ 289,25 e financiar o restante do valor da compra com acréscimo de juros compostos de 5,2% ao mês, ficando obrigado a pagar o valor nominal da dívida por meio de uma única duplicata com vencimento em 04/06/2018.

Cliente B: o valor à vista de suas compras ficaria em R$ 6.000,00, mas ele também escolheu por pagar parcelado, no entanto, ficou obrigado a liquidar uma única duplicata com vencimento para 04/07/2018. A empresa Alfa cobrou 6,5% ao mês de juros compostos para o pagamento parcelado.

Em 04/05/2018, a empresa Alfa foi ao Banco Beta e descontou as duas duplicatas informadas nas vendas acima. O Banco Beta utilizou a taxa de desconto racional composto (desconto financeiro) de 2,81% ao mês sobre o valor nominal de cada um desses dois títulos e, então, liberou à Empresa Alfa o valor deduzido os descontos.

Com base somente nas informações apresentadas e desconsiderando-se a incidência de tributos, assinale, entre as opções a seguir, o valor líquido aproximado liberado pelo Banco Beta em 04/05/2018. Admita o mês comercial de 30 dias em todas as situações apresentadas. 

A) R$ 9.695,18.
B) R$ 9.774,92.
C) R$ 9.967,60.
D) R$ 10.086,29.

Solução:

A questão trata de desconto de duplicatas e devemos ter bastante atenção nas datas do negócio, valores a vista, valor de entrada, taxas cobradas pela empresa, data em que a empresa descontou no banco, taxa cobrada pelo banco e fazer as contas ou pelas fórmulas de valor futuro e valor presente ou pela calculadora HP 12C ou outra semelhante.

Cliente A:

A vista................3.000,00
Entrada..................289,25
=..........................2.710,75 em 04/04/2018

Deve-se acrescentar uma taxa de 5,2% ao mês durante dois meses, calculando através da fórmula do Valor futuro.

FV = PV (1+ i)n

FV = 2.710,75 (1+ 0,052)2
FV = 3.000,00  em 04/06/2018

Ou na HP 12C digita:

2.710,75 <CHS> <PV>
5,2 <i>
2 <n>
<FV>

Vai aparecer no visor, 3.000 (valor em 04/06/2018)

Agora, como a empresa compareceu ao banco para descontar essa duplicata em 04/05/2018 (1 mês antes do vencimento) e o Banco cobrou uma taxa de 2,81% ao mês, o valor entregue à empresa pela duplicata do Cliente A será:

PV =       FV
            (1+ i)n

PV =      3.000
          (1+ 0,0281)1

PV =  2.918,00

Ou digitar na HP 12C:

3000 <CHS> <FV>
2,81 <i>
1 <n>
<PV>
Vai aparecer no visor, 2.918,00 (valor entregue à empresa pelo banco referente ao cliente A em 04/05/2018).

Cliente B:

A vista .............. 6.000,00 em 04/04/2018

Esse cliente não deu entrada e ficou de pagar em uma única parcela em 04/07/2018 (três meses), a uma taxa de 6,5% ao mês.

FV = PV (1+ i)n

FV = 6.000 (1+ 0,065)3
FV = 7.247,70  em 04/07/2018

Ou na HP 12C digita:

6000 <CHS> <PV>
6,5 <i>
3 <n>
<FV>

Vai aparecer no visor, 7.247,70

Agora, como a empresa compareceu ao banco para descontar essa duplicata em 04/05/2018 (2 meses antes do vencimento) e o Banco cobrou uma taxa de 2,81% ao mês, o valor entregue à empresa pela duplicata do Cliente B:

PV =      FV
            (1+ i)n

PV =  7.247,70
        (1+ 0,0281)2

PV =  6.856,92

Ou digitar na HP 12C:

7.247,70 <CHS> <FV>
2,81 <i>
2 <n>
<PV>
Vai aparecer no visor, 6.856,92 (valor entregue à empresa pelo banco referente ao cliente B em 04/05/2018).

A soma desses dois valores entregues pelo Banco à empresa Alfa será a nossa resposta.

Pelo Cliente A...... 2.918,00
Pelo Cliente B...... 6.856,92
Total:.....................9.774,92

Alternativa B
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Postagens populares