Contabilidade e Matemática para Negócios e Concursos

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Questão 18 do Exame de Suficiência CFC 2017.2 - Depreciação por Unidades Produzidas


18. Em 31.12.2016, uma Sociedade Empresária adquiriu o direito de uso de uma patente por R$1.800.000,00; pagou 80% à vista e o restante com vencimento em 31.1.2017. Para fins de registro contábil do ativo, o efeito do valor do dinheiro no tempo foi considerado imaterial.

Essa patente permite à Sociedade Empresária fabricar e comercializar, durante os próximos 6 anos, um produto exclusivo e de grande aceitação no mercado.

A projeção de produção e comercialização desse produto é apresentada a seguir:

ANO VOLUME DE PRODUÇÃO E VENDAS
1          100.000 unidades
2          200.000 unidades
3          300.000 unidades
4          350.000 unidades
5          200.000 unidades
6            50.000 unidades
TOTAL 1.200.000 unidades

Informações Adicionais:

A Sociedade Empresária utiliza, como Critério de Amortização, o Método de Unidades Produzidas.
Ao final do 6º ano de utilização, a patente tem valor residual estimado igual a zero.
Conforme projetado, no 1º ano foram produzidas e vendidas 100.000 unidades e não houve alteração do volume de produção previsto para os anos seguintes.

Considerando-se apenas as informações apresentadas e o que dispõe a NBC TG 04 (R3) – ATIVO INTANGÍVEL, o valor contábil do grupo Ativo Não Circulante – Intangível, ao final do 1º ano, será de:

a) R$1.440.000,00.
b) R$1.500.000,00.
c) R$1.650.000,00.
d) R$1.800.000,00. 
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Postagens populares