Contabilidade e Matemática para Negócios e Concursos

sábado, 15 de outubro de 2016

Economia - Conceitos introdutórios

Percebemos todos os dias, seja em jornais escritos, revistas, rádios, redes sociais, TVs, noticiários dos mais diversos envolvendo economia. Veremos um pouco de Fundamentos de Economia.

Fundamentos de Economia

Questões como comportamento das taxas de juros, déficit governamental, vulnerabilidade externa, período de crise econômica ou de crescimento, desde aumento de preços até desemprego, enfim, assuntos com os quais estamos envolvidos, ainda que não observados pela maioria, essa parte da sociedade também está ligada a esses assuntos.
Além dos assuntos estudados pela economia já citados, essas também são questões da essência da economia:
  • O que fazer para controlar a inflação?
  • No Brasil a renda é muito concentrada´. Mas por que?
  • O que fazer para a Economia crescer mais?
  • Quais problemas advindos do aumento da importação de produtos chineses?
  • Por que pagamos impostos tão altos no Brasil?
  • O que foi a crise econômica mundial? Ela já acabou?
  • O que é uma reforma fiscal?

A importância de estudar Economia



É muito importante buscar conhecimentos em economia, não somente para tê-lo como algo para somar, mas para aplicar, haja vista que mesmo sendo uma pessoa simples, ela também se depara com assuntos ligados a economia constantemente, ainda que não tenha percebido.
Veja um exemplo de aplicação no dia a dia:

Vamos imaginar que sua mãe fosse a uma loja comprar uma geladeira nova e fossem apresentas a ela duas opções. A primeira a vista e a segunda em 24 vezes incindindo juros de 2% ao mês, embora com uma prestação baixa.

Fundamentos de Economia-disponibilidade-de-recursos-escassosA inflação nesse período sendo de 0,5% ao mês e com a caderneta de poupança rendendo 0,6% ao mês. Grande parte das pessoas escolheria por pagar a prazo, pois, a prestação caberia melhor no seu orçamento. Pode até ser que fosse confortável pagar assim, mas era a melhor opção.

O juros pagos seria equivalente a 4 vezes o valor da inflação e durante 24 meses! Nesse caso vai sair muito caro essas que parecem ser suaves prestações..

Se você comparou a taxa de juros com a taxa de inflação e o rendimento da caderneta de poupança, e comparou o preço a vista com o preço a prazo, certamente foi o que te fez chegar à conclusão acima.

Definindo Economia

Ciência que estuda o comportamento interativo entre indivíduo e sociedade no que diz respeito às suas escolhas no momento de aplicar seus recursos produtivos escassos para produzir bens e ou serviços com o intuito de levar o resultado dessa produção até à sociedade, pessoas e grupos para que estes tenham suas necessidades (humanas) satisfeitas de uma melhor maneira possível.


Recursos ou fatores de produção
  • Terra
  • Equipamentos
  • Mão de obra
  • Máquinas
  • Conhecimentos Técnicos
Nem sempre esses recursos estão disponíveis, ou seja, são limitados e isso acaba fazendo com que não seja possível, ao mesmo tempo, satisfazer todas as necessidades.

Desejos de consumo da sociedade


Atender às necessidades humanas é o principal objetivo da atividade econômica. Mas tem algo para se pensar em relação a lidar com a essas necessidades humanas olhando também para as necessidades do planeta (sustentabilidade).

Focando nós humanos, para que fique mais fácil a explicação, os desejos de consumo da sociedade são representados pelas necessidades básicas (moradia, alimentação, vestuário), que, uma vez atendidas, o indivíduo passa a se deparar com outros tipos de necessidades (lazer, educação, roupas melhores que aquelas que tem, quer melhorar sua casa, comprar ou trocar de carro, etc..), enfim, surgirão tantas necessidades que se pode dizer que são ilimitadas.Mas será que as necessidades param por aí? Certamente que não.

São necessárias satisfazer aquelas necessidades materiais descritas anteriormente, mas é muito provável que uma vez sanadas as necessidades materiais, o indivíduo vai sentir um outro tipo de necessidade que são: reconhecimento e sua aceitação em grupos sociais frequentados por ele, estima de amigos.


Uma vez atendidas plenamente as necessidades ditas materiais, o indivíduo passa a sentir outro tipo de necessidade: a estima dos amigos, o reconhecimento e a aceitação do grupo social que frequenta, querer uma posição ou status e tantas outras que irão surgindo.

Escassez, necessidades e questões econômicas fundamentais


Os chamados “problemas econômicos fundamentais” são gerados por duas situações que necessitam ser conciliadas, a escassez dos recursos ou fatores de produção e as necessidades ilimitadas da sociedade.
  • O que e quanto produzir - Há um leque de possibilidades de produção. Por isso, os tipos de produtos a serem produzidos, bem como, sua quantidade, é uma escolha que a sociedade terá de fazer acertadamente.
  • Como produzir: A tecnologia irá fazer uso de recursos ou fatores de produção para gerar os produtos a serem consumidos e, nesse caso, é a sociedade que terá de fazer sua escolha pelo que resolva suas necessidades. Essa necessidade por esse ou aquele produto é que vai decidir exatamente que tipos de recursos ou fatores de produção estarão sendo buscados  por quem irá produzir.
  • Para quem produzir: Quando sociedade decide o mercado consumidor (o tamanho do mercado consumidor de um produto vai depender das necessidades desse produto) que pretende atingir, terá então descoberto para quem produzir. 

Se não houvesse escassez e necessidades a serem atendidas, essas questões também não existiriam. Isso, falando apenas de bens econômicos, os quais não apenas são relativamente escassos e precisam ser produzidos, como também não são, pela natureza, oferecidos gratuitamente, como é o caso de outros.

Exemplo: luz solar, água, ar e outros.

Cada país tem o seu próprio estilo de organizar sua economia. A partir daí as sociedades buscam resolverem seus problemas econômicos fundamentais com base na organização da economia que têm ao seu dispor.

Definição para um sistema econômico

“Forma política, social e econômica pela qual está organizada a sociedade. É um sistema particular de organização da produção, distribuição e consumo de todos os bens e serviços que as pessoas utilizam buscando uma melhoria no padrão de vida e no bem-estar”.

Dois grupos de sistemas econômicos


  1. Sistema econômico centralizado ou planificado - Tem uma agência de Estado diretamente responsável por sua organização, onde, todo planejamento e condições econômicas desse sistema serão vinculados diretamente às decisões dessa entidade que o organiza, entidade esta que detém também os meios de produção de um modo geral.;
  2. Sistema econômico capitalista ou de mercado - Nesse sistema, são as forças de mercado que regem seu funcionamento, ficando dessa forma, a livre iniciativa e a propriedade privada dos fatores de produção como predominando nesse sistema.
São observadas trocas econômicas em ambos os sistemas. Isso ocorre porque, sendo vantajosas para os agentes econômicos perante a escassez de recursos, possibilitam em organização econômica, a divisão e a especialização da produção, da comercialização, da distribuição e do consumo.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Postagens populares