Contabilidade e Matemática para Negócios e Concursos

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Capital Social - Patrimônio Líquido

Veremos a partir daqui a composição das contas que compõem o Patrimônio liquido, a Hierarquia e a distribuição das Contas do Patrimônio Líquido, bem como, veremos ainda os Conceitos e composição das reservas e a Destinação do resultado do exercício, porém, nesse artigo, começaremos pelo Capital Social e seguindo na sequência conforme apresentado abaixo aquelas contas que compõem o Patrimônio Líquido.

Conceito de Patrimônio Líquido


Patrimônio Líquido é o valor residual (que restará) dos ativos da entidade após a dedução de todos os seus passivos (obrigações a pagar).

Contas que compõem o Patrimônio Líquido

  • Capital social;
  • Reservas de capital;
  • Reservas de lucros;
  • Ajustes de avaliação patrimonial;
  • Ações em tesouraria;
  • Prejuízos acumulados;
  • Participação de não controladores (consolidação).

Capital Social


Esta conta do Patrimônio Líquido diz respeito àquela parcela que os sócios colocaram à disposição da empresa quando de sua subscrição e tendo por dedução a parcela ainda não realizada (Artigo 182 da Lei 6404/1976)

Capital subscrito
(-) Capital a integralizar
Capital integralizado

Exemplo:

(1) Subscrição de capital no valor de R$ 100.000
(2) Integralização (realização) de capital no valor de R$ 70.000.


Capital Social - Patrimônio Líquido

Patrimônio Líquido
Capital social 100.000
(-) Capital a realizar (30.000)
Capital Realizado 70.000

Tivemos em um primeiro momento (lançamento 1) a subscrição do capital que os sócios se comprometam a entregar. No segundo momento (lançamento 2) tivemos a integralização de R$ 70.000 em dinheiro, sendo nesse caso, debitado em caixa ou banco e também creditado o capital a realizar. Como falta a integralização de mais R$ 30.000, este será o valor que continuará a deduzir o capital social.

Lembrando que no exemplo acima, foi considerado que a parcela integralizada foi toda em dinheiro, mas, que poderia também, por exemplo, ser um imóvel e, dessa forma, não seria debitado a conta caixa ou banco, mas sim,  a conta imóvel lá no subgrupo Imobilizado, porém, tendo o mesmo efeito no que diz respeito à integralização do sócio que fez a entrega do imóvel.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Postagens populares